Cidade Alerta Caso Adailton: novas pistas podem indicar o paradeiro do garçom 

Caso Adailton: novas pistas podem indicar o paradeiro do garçom 

Trabalhador foi seguido por três pessoas até o Rio-Jundiaí, e está há três dias desaparecido

Garçom de 32 anos desaparece após discussão em adega

Garçom de 32 anos desaparece após discussão em adega

Reprodução/Record TV

O Cidade Alerta buscou mais detalhes sobre o caso de Adailton Pereira da Silva, garçom de 32 anos, que desapareceu no último sábado (21), na cidade de Jundiaí. O trabalhador foi seguido por três pessoas até o Rio-Jundiaí, e depois nunca mais foi visto. 

Algumas testemunhas que moram em prédios próximos ao último local que o garçom foi visto disseram que os três suspeitos entraram em conflito com Adailton, pois escutaram gritos e um barulho de algo caindo no rio, o que possivelmente seria o corpo da vítima.

Até o momento, o que se sabe, é que pouco tempo antes de seu sumiço, Adailton teve uma discussão em uma adega, e logo após desapareceu. 

Eunice, irmã de Adailton, disse que o irmão não havia mudado o comportamento. "Meu irmão é um bom rapaz. É tranquilo", afirmou.  

O Corpo de Bombeiros fez a averiguação do local e procurou por pistas dentro e ao redor do rio. No entanto, nada foi encontrado. Nas investigações da polícia, foram encontrados sangue na mata próxima ao rio, e o carro de Adailton estava aberto.

O Cidade Alerta vai ao ar de segunda a sexta, às 16h50, e aos sábados, 17h, na tela da Record TV.

Últimas