Cidade Alerta Marcelo Augusto é o sétimo policial atacado neste mês de janeiro

Marcelo Augusto é o sétimo policial atacado neste mês de janeiro

O delegado responsável pelo caso conversou com o Cidade Alerta e deu detalhes sobre a investigação; confira 

Resumindo a Notícia
  • O PM Marcelo Augusto foi assassinado em rodovia paulista;

  • Com ele, foram sete oficiais da segurança atacados nas primeiras semanas de 2024;

  • A polícia aumentou as buscas pelos responsáveis e intensificou as investigações dos casos;

  • O delegado responsável pelo caso revelou detalhes no Cidade Alerta.

O PM foi surpreendido e pagou com a vida

O PM foi surpreendido e pagou com a vida

Reprodução/RECORD

O Cidade Alerta acompanha o aumento de uma estatística chocante: somente em 2024 sete policiais foram atacados.

O último caso foi do policial militar Marcelo Augusto da Silva, assassinado com 8 disparos de arma de fogo, quando voltava para sua casa em um trajeto que fazia diariamente. 

Marcelo participava da Operação Verão, no litoral de São Paulo, e estava em sua moto na rodovia dos Imigrantes, que liga Praia Grande a Diadema, no ABC Paulista. 

Subitamente, ele foi cercado por bandidos que não hesitaram e atiraram diversas vezes contra o homem, que morreu no local. 

A principal linha de investigação policial é a execução a sangue-frio. Isso porque não foram roubados pertences pessoais do policial, porém, a sua arma não foi encontrada. 

Agora, as autoridades nacionais reforçam as buscas pelos assassinos tanto de Marcelo, como dos outros polícias mortos nas últimas semanas.

A PM Sabrina, o sargento Gerson e o policial penal José Leite são outras vítimas recentes da violência contra os oficiais de segurança. 

Marcelo Barazal, delegado responsável pela investigação da morte do PM, conversou, exclusivamente, com o Cidade Alerta, e deu detalhes do caso. 

Ele revelou que pelo menos dois criminosos são responsáveis pelo assassinato. Além disso, ele afirmou que estão verificando imagens de câmeras de segurança próximas à rodovia. 

Segundo o jurista, a ajuda da população local é muito válida, e qualquer delegacia a Baixada Santista está apta para receber informações. 

Segundo amigos do PM Marcelo, ele deixou uma esposa e um filho de apenas dois anos. 

Confira na íntegra: 

Acompanhe atualizações de casos intrigantes como esse no Cidade Alerta. O programa vai ao ar de segunda a sexta, a partir das 16h45. E aos sábados, a partir das 17h, na tela da RECORD.

Últimas