Pai mata filho por uma dívida de R$ 5 mil

A vítima garantiu que a transferência foi realizada; entenda o caso que abalou a cidade de Ibiúna (SP)

Dívida em família acaba em tragédia

Dívida em família acaba em tragédia

Reprodução/RECORD

O Cidade Alerta traz detalhes do caso trágico de uma dívida em família que acabou em morte. Vanderlei, de 36 anos, foi morto a tiros pelo próprio pai, Deusimar, de 66 anos, em Ibiúna, interior de São Paulo.

A confusão teria ocorrido por um empréstimo no valor de R$ 5 mil, que o filho havia pegado com o pai. Passados trinta dias, Deusimar foi até a casa de Vanderlei para cobrá-lo. A vítima alegou que fez uma transferência bancária, só que o dinheiro não caiu na conta do suspeito. O filho garantiu que, no dia seguinte, iria até o banco para resolver o problema.

Deusimar ficou furioso. A vítima e a esposa, com o filho pequeno do casal, se esconderam no quarto. No entanto, o agressor invadiu a residência, sacou uma arma e disparou cinco vezes contra o filho.

O idoso fugiu, mas foi preso em flagrante em Cotia (SP). Na delegacia, ele assumiu a autoria do crime. Segundo a versão do acusado, ele foi visitar a neta e teria sido maltratado e agredido por Vanderlei. 

O corpo da vítima foi sepultado em Ibiúna (SP). Segundo amigos e familiares, Vanderlei era bem quisto na região e muito dedicado a família.

O Cidade Alerta vai ao ar de segunda a sexta, às 16h50, e aos sábados, 17h, na tela da RECORD.

Últimas