Família tenta proibir venda de berço após bebê morrer asfixiado 

Em março de 2015, a Patrulha do Consumidor recebeu a denúncia de que um berço projetado de maneira errada teria causado a morte de um bebê de apenas seis meses. O caso foi parar na justiça, porém a briga judicial continua para os pais da criança. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse o PlayPlus.com