Cidade Alerta Testemunha-bomba diz que Dona Lu foi sequestrada por facção criminosa como "queima de arquivo"

Testemunha-bomba diz que Dona Lu foi sequestrada por facção criminosa como "queima de arquivo"

Depoimento aponta que a idosa teria visto o rapto ou execução de um adolescente de 16 anos

  • Cidade Alerta | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Testemunha-bomba diz que Dona Lu foi sequestrada por estar no lugar errado e hora errada

  • Idosa teria visto o sequestro ou rapto de um adolescente de 16 anos

  • Jovem era dependente químico e costumava furtar objetos na região onde morava

  • Polícia está começando a receber as quebras de sigilo telefônico solicitadas

Desaparecimento de Dona Lu completa um mês

Desaparecimento de Dona Lu completa um mês

Reprodução/Record TV

Uma testemunha-bomba do caso Dona Lu disse que a idosa teria sido raptada porque estava no local errado e na hora errada, quando teria presenciado o sequestro ou execução de Luis Fernando, um adolescente de 16 anos. O Cidade Alerta acompanha todos os desdobramentos.

O desaparecimento de Maria Luiza da Cruz aconteceu há um mês em Embu Guaçu (SP). De acordo com o depoimento, uma facção criminosa teria sido responsável pelo crime, como uma ''queima de arquivo''.

Segundo informações, o adolescente que desapareceu na mesma época era dependente químico e costumava praticar furtos na região onde morava, causando problemas com os vizinhos.

Aos poucos, a polícia está recebendo as quebras de sigilos telefônicos que foram solicitados para elucidar o caso.

O Cidade Alerta vai ao ar de segunda a sexta, às 16h50, e aos sábados, 17h, na tela da Record TV.

Adolescente desaparecido pode ser testemunha do caso Dona Lu

Últimas