Caso Alice: suspeito de matar trans fala sobre o crime

Martins Ayres Junior, o principal suspeito do assassinato de Alice Garrefa, prestou depoimento à polícia e conversou com a reportagem do Cidade Alerta. O homem, que vivia com a jovem trans, teve a prisão temporária decretada, mas nega qualquer participação na morte de Alice. Ayres contou que contratou um homem para chamar Alice ao motel porque queria cobrar uma dívida de R$ 5 mil que ela teria. Ele também afirmou que deixou Alice em uma praça e foi embora. Para a polícia, alguns detalhes ainda precisam ser esclarecidos.