Caso Danilo: padrasto é preso por suposto envolvimento na morte do menino

A Polícia Civil prendeu duas pessoas suspeitas de envolvimento na morte do pequeno Danilo de Sousa Silva, de sete anos. Reginaldo Lima Santos, padrasto do menino, foi visto chorando muito durante o enterro de Danilo na última quinta-feira (30), mas no dia seguinte foi preso e levado à delegacia. Junto de Hivan Alves de Oliveira, o padrasto admitiu ter matado Danilo para se vingar de um suposto mal comportamento da criança, que foi afogada na lama, a cerca de 100 metros da casa onde morava, em Goiânia, Goiás.