Cidade Alerta Caso Marilda: Polícia investiga se psicóloga pode ter cometido suicídio

Caso Marilda: Polícia investiga se psicóloga pode ter cometido suicídio

Um amigo da vítima diz que a mulher já teria atentado contra a própria vida, mas alegava ter sido envenenada

Uma nova revelação de um amigo próximo da psicóloga encontrada morta no porta-malas do carro pode mudar o rumo das investigações. A testemunha diz que Marilda já havia atentado contra a própria vida no começo deste ano e chegou a ser internada para tratamento, informação confirmada pelo marido dela. No entanto, em sigilo, Marilda teria revelado a este homem que ela nunca tentou se matar, mas havia sido envenenada dentro de casa. Outras informações fornecidas pelo marido da vítima começam a parecer improváveis com o andamento da investigação. Acompanhe!

Últimas