Cidade Alerta Caso Miryam: testemunha revela que atirador usava touca ninja quando executou a jovem

Caso Miryam: testemunha revela que atirador usava touca ninja quando executou a jovem

Segundo uma testemunha que não quis se identificar, o homem foi direto ao encontro da vítima e iniciou os disparos

A polícia não tem dúvidas que a morte de Miryam Fagundes, de 19 anos, foi premeditada. Uma testemunha conta que o atirador usava uma touca ninja e foi direto ao encontro da vítima no baile clandestino na Cidade Tiradentes, zona leste de São Paulo. Outra pessoa diz que a garota discutiu com um rapaz e, logo em seguida, outro homem chegou e disparou contra Miryam. Até agora, ninguém foi preso. A investigação também descobriu que a jovem foi testemunha em um boletim de ocorrência sobre o roubo de uma moto em agosto do ano passado.

Últimas