Cidade Alerta Detentos pagavam policiais e delegado em esquema milionário de propinas

Detentos pagavam policiais e delegado em esquema milionário de propinas

A FICCO, Força Integrada de Combate ao Crime Organizado, de Minas Gerais prendeu seis advogados, quatro policiais e um delegado suspeitos de integrar um esquema de corrupção no sistema penitenciário do estado. Detentos de alta periculosidade pagavam para consegui regalias na prisão, como celas com melhor sinal para celular e acesso a objetos ilícitos. Segundo as investigações, um dos detidos na operação chegou a receber R$ 2 milhões.

Últimas