Massacre em Paraisópolis: PM cancelou chamado do Samu para a comunidade

O Cidade Alerta continua acompanhando as investigações das nove mortes durante um baile funk na favela de Paraisópolis, em São Paulo, e apura a responsabilidade da PM no caso. Uma nova informação chamou a atenção nesta terça-feira (3). Na madrugada do massacre, o Samu foi acionado para atender a um chamado nas imediações do baile, mas um policial militar cancelou o chamado. Por que a PM tomou tal atitude? O cancelamento impediu que vítimas fossem socorridas? Acompanhe no vídeo. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse PlayPlus.com