Cidade Alerta Médico condenado por retirar órgãos de menino ainda trabalha normalmente

Médico condenado por retirar órgãos de menino ainda trabalha normalmente

Álvaro Ianhez foi condenado a mais de 21 anos de prisão pela retirada ilegal de órgãos de um garoto em Poços de Caldas (MG)

A equipe do Cidade Alerta percorreu vários endereços de São Paulo atrás do médico Álvaro Ianhez, que foi condenado a mais de 21 anos de prisão pela morte e retirada ilegal de órgãos do menino Paulo Pavesi. Uma funcionária do hospital onde ele trabalhava nos confessou que também passava por consultas com ele. O crime aconteceu em abril de 2000, em Poços de Caldas, Minas Gerais e, apesar do julgamento, ele atendia normalmente em um hospital em Jundiaí (SP).

Últimas