Cidade Alerta Polícia de São Paulo faz operação para prender acusados de matar soldado Juliane em Paraisópolis

Polícia de São Paulo faz operação para prender acusados de matar soldado Juliane em Paraisópolis

Ela foi visitar uma amiga na comunidade e os criminosos perceberam que ela estava com uma pistola de uso exclusivo da PM

A Polícia Civil entrou na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, com um carro blindado e apoio do helicóptero à procura do criminoso que matou a soldado Juliane, em 2018. A soldado foi visitar uma amiga na comunidade e os criminosos perceberam que ela estava com uma pistola de uso exclusivo da Polícia Militar. Juliane foi morta em um barraco e o corpo abandonado em outro local. 

Últimas