Polícia quer ouvir melhor amiga e pai do bebê de grávida envenenada

Continua internada na UTI a jovem Gabrielle, de 17 anos, grávida de dois meses, que pode ter sido envenenada ao tomar um caldo de mocotó em Guarulhos, na Grande São Paulo. A polícia ainda aguarda o laudo oficial, mas informalmente a família da jovem diz saber que a garota teria ingerido chumbinho, um conhecido veneno de rato. Os investigadores também aguardam os depoimentos de Matheus, pai da criança, e da irmã dele, Larissa, melhor amiga de Gabrielle, que supostamente estaria no bar com a jovem na noite do envenenamento. O repórter Bernardo Armani foi à casa dos irmãos cara conversar com eles.