Eduardo Ribeiro (): Em vinte e um anos de carreira, Eduardo Ribeiro se especializou em coberturas jornalísticas “ao vivo”. Passou por emissoras de rádio, jornais, portais de internet e três das principais emissoras de TV do Brasil. Começou no Paraná, aos 18 anos, onde cursou jornalismo e criou um programa de rádio pautado exclusivamente pelos ouvintes. Foi âncora da CBN e da TV Bandeirantes até se mudar para São Paulo, em 2006, onde cobriu para o Jornal da Band a atividade de grupos paramilitares na Colômbia e o trabalho das forças de paz da ONU no Haiti.Antes de apresentar o Domingo Espetacular, Eduardo foi repórter especial do Jornal da Record e âncora da edição de sábado do telejornal por sete anos. Nesse período, participou de todas as principais coberturas jornalísticas da Record TV. Entre elas se destacam julgamentos criminais de repercussão nacional, os principais fatos da Operação Lava Jato, o impeachment de Dilma Rousseff, as prisões dos ex-presidentes Lula e Michel Temer, a eleição de Jair Bolsonaro, os três últimos ciclos olímpicos e a crise humanitária que atingiu as fronteiras do Brasil, da Colômbia e da Venezuela.

Eduardo Ribeiro

Em vinte e um anos de carreira, Eduardo Ribeiro se especializou em coberturas jornalísticas “ao vivo”. Passou por emissoras de rádio, jornais, portais de internet e três das principais emissoras de TV do Brasil. Começou no Paraná, aos 18 anos, onde cursou jornalismo e criou um programa de rádio pautado exclusivamente pelos ouvintes. Foi âncora da CBN e da TV Bandeirantes até se mudar para São Paulo, em 2006, onde cobriu para o Jornal da Band a atividade de grupos paramilitares na Colômbia e o trabalho das forças de paz da ONU no Haiti.

Antes de apresentar o Domingo Espetacular, Eduardo foi repórter especial do Jornal da Record e âncora da edição de sábado do telejornal por sete anos. Nesse período, participou de todas as principais coberturas jornalísticas da Record TV. Entre elas se destacam julgamentos criminais de repercussão nacional, os principais fatos da Operação Lava Jato, o impeachment de Dilma Rousseff, as prisões dos ex-presidentes Lula e Michel Temer, a eleição de Jair Bolsonaro, os três últimos ciclos olímpicos e a crise humanitária que atingiu as fronteiras do Brasil, da Colômbia e da Venezuela.
Patrícia Costa (): Graduada em Jornalismo e pós-graduada em Gestão Ambiental Empresarial. Começou a carreira aos 14 anos como locutora de rádio e repórter da TV local de Paracatu, interior de Minas Gerais. Ao ingressar na faculdade de Jornalismo em Belo Horizonte, apresentou o programa Cine Magazine, da Rede Minas, afiliada à TV Cultura, e foi produtora e apresentadora da TV Fiat. Passou por estágios na TV Globo Minas e no jornal impresso O Tempo. Após se formar, apresentou o Jornal de Esportes e o Jornal Minas 1° edição. Foi repórter do SBT, também em Belo Horizonte.Em 2007, foi para TV Record Minas como editora-chefe e apresentadora do Tudo a Ver Minas. Também foi editora e apresentadora do MG Record. A transferência para São Paulo foi em 2010 para apresentar a previsão do tempo no Jornal da Record, onde também fez reportagens. Aos sábados, apresenta o Fala Brasil Especial. Desde setembro de 2016, passou a ser repórter e apresentadora do Domingo Espetacular.

Patrícia Costa

Graduada em Jornalismo e pós-graduada em Gestão Ambiental Empresarial. Começou a carreira aos 14 anos como locutora de rádio e repórter da TV local de Paracatu, interior de Minas Gerais. Ao ingressar na faculdade de Jornalismo em Belo Horizonte, apresentou o programa Cine Magazine, da Rede Minas, afiliada à TV Cultura, e foi produtora e apresentadora da TV Fiat. Passou por estágios na TV Globo Minas e no jornal impresso O Tempo. Após se formar, apresentou o Jornal de Esportes e o Jornal Minas 1° edição. Foi repórter do SBT, também em Belo Horizonte.

Em 2007, foi para TV Record Minas como editora-chefe e apresentadora do Tudo a Ver Minas. Também foi editora e apresentadora do MG Record. A transferência para São Paulo foi em 2010 para apresentar a previsão do tempo no Jornal da Record, onde também fez reportagens. Aos sábados, apresenta o Fala Brasil Especial. Desde setembro de 2016, passou a ser repórter e apresentadora do Domingo Espetacular.
Thalita Oliveira (): Nasceu em Santos (litoral de São Paulo) em 1984. É formada em Jornalismo pela UNISANTA (Universidade Santa Cecília), em Santos, em 2006. Na Record TV, apresentou os programas Fala Brasil, o Tudo a Ver e Esporte Fantástico. Na Record News, comandou o programa Esporte Record News e dividiu, em 2011, a bancada com Heródoto Barbeiro no Jornal da Record News. Em 2012, participou da cobertura do Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, também pela Record TV.Antes, atuou no interior de São Paulo. Foi apresentadora  e editora de texto do jornal Tem Notícias, segunda edição, da TV TEM de Sorocaba e do Globo Esporte local.Trabalhou ainda no MG TV, segunda edição, na Rede Integração, no Triângulo Mineiro e no Tem Notícias, segunda edição, da TV TEM de Itapetininga. Foi ainda apresentadora e produtora de boletins jornalísticos da VTV, afiliada da RedeTV! em Santos.

Thalita Oliveira

Nasceu em Santos (litoral de São Paulo) em 1984. É formada em Jornalismo pela UNISANTA (Universidade Santa Cecília), em Santos, em 2006. Na Record TV, apresentou os programas Fala Brasil, o Tudo a Ver e Esporte Fantástico. Na Record News, comandou o programa Esporte Record News e dividiu, em 2011, a bancada com Heródoto Barbeiro no Jornal da Record News. Em 2012, participou da cobertura do Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, também pela Record TV.

Antes, atuou no interior de São Paulo. Foi apresentadora  e editora de texto do jornal Tem Notícias, segunda edição, da TV TEM de Sorocaba e do Globo Esporte local.Trabalhou ainda no MG TV, segunda edição, na Rede Integração, no Triângulo Mineiro e no Tem Notícias, segunda edição, da TV TEM de Itapetininga. Foi ainda apresentadora e produtora de boletins jornalísticos da VTV, afiliada da RedeTV! em Santos.