Domingo Espetacular Criminosos envolvidos em ‘golpe do motoboy’ investem o dinheiro roubado em frota de veículos de luxo

Criminosos envolvidos em ‘golpe do motoboy’ investem o dinheiro roubado em frota de veículos de luxo

No golpe, os criminosos usam centrais telefônicas falsas para ligar para a casa das pessoas, principalmente idosos, fingindo ser funcionários de bancos. E dizem que o cartão delas teria sido clonado

Uma megaoperação policial descobriu para onde ia o dinheiro que criminosos roubavam com o ‘golpe do motoboy’. Eles investiam em uma milionária frota de veículos de luxo. E transformaram um pequeno lava jato em uma peça-chave da compra e venda dos carros. A base operacional da quadrilha funcionava em São Paulo, mas os criminosos usavam filiais em diversas cidades do país. No golpe, os criminosos usam centrais telefônicas falsas para ligar para a casa das pessoas, principalmente idosos, fingindo ser funcionários de bancos. E dizem que o cartão delas teria sido clonado. Depois, o criminoso pede para a vítima partir o cartão, mas conservar o chip, já que um motoboy iria até a casa da pessoa para pegar o cartão.

Últimas