Domingo Espetacular Mulher comanda morte de vítima em bárbara ação do tribunal do crime

Mulher comanda morte de vítima em bárbara ação do tribunal do crime

Matadora tem codinome de guerreira indígena; vítima ostentava luxo nas redes sociais, mas ele foi considerado traidor da organização, julgado e decapitado

Carrascos do crime organizado em ação. Escutas telefônicas, gravadas pela polícia, mostram mais um registro desumano desses impiedosos justiceiros. Desta vez o tribunal do crime foi comandado por uma mulher de 32 anos, mãe de três filhos, mas fria, audaciosa e sanguinária. O corpo de José Carlos Louveira, o Coroa, foi encontrado sem a cabeça. Ele foi considerado traidor da organização: julgado, assassinado e decapitado. Ele tinha alguma relação com o Primeiro Comando da Capital e, a partir de um determinado momento, passou a se envolver com a facção Comando Vermelho.

Últimas