Câmara vai votar novas regras para o saque emergencial do FGTS

A Câmara dos Deputados deixou a Medida Provisória que liberava o saque de até R$ 1.045 perder a validade. Os deputados retiraram a MP da pauta de votação a pedido do governo. A alegação foi que as mudanças, feitas pelo Senado, poderiam comprometer a utilização do Fundo de Garantia para financiamento da casa própria. Para evitar que as pessoas que ainda não fizeram o saque sejam prejudicadas, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que vai colocar pedido de urgência para o projeto de lei que estabelecerá as novas regras para o saque. A votação deve acontecer na próxima terça-feira (11).