Fala Brasil Emissão de atestados falsos sobe com vacinação de grupos prioritários

Emissão de atestados falsos sobe com vacinação de grupos prioritários

Prática é crime e pode gerar punição para o paciente e para o médico que emitiu o documento

Desde o início da vacinação dos portadores de doenças crônicas no Brasil, as denúncias de apresentação de atestados falsificados vêm se multiplicando. Tudo para furar a fila da imunização. A prática é crime, e pode gerar punição para o paciente e para o médico que emitiu o atestado falso.

Últimas