Fala Brasil Juíza é acusada de aumentar pena de réu apenas por conta da sua cor

Juíza é acusada de aumentar pena de réu apenas por conta da sua cor

O Conselho Nacional de Justiça abriu uma investigação contra uma juíza do Paraná que teria aumentado a pena de um réu apenas pelo fato dele ser negro. O corregedor nacional de justiça, ministro Humberto Martins, quer saber porque, ao definir a pena de um acusado por assalto, a juíza Inês Marchalek Zarpelon escreveu: “Natan, seguramente integrante do grupo criminoso, em razão da sua raça, agia de forma extremamente discreta os delitos e o seu comportamento, juntamente com os demais, causavam o desassossego e a desesperança da população, pelo que deve ser valorada negativamente”. Além do Conselho Nacional de Justiça, a corregedoria do Tribunal de Justiça do Paraná também abriu uma investigação sobre a atitude. A sentença pode ser anulada e a juíza punida.

Últimas