Justiça solta homem que empurrou passageira nos trilhos do metrô em SP

A Justiça de São Paulo aceitou o pedido de defesa, que alegou que o faxineiro Sebastião José da Silva, aguardou tempo demais preso pelo julgamento que ainda não tem data marcada.  A justiça determinou que o faxineiro fique em casa à noite, mas que compareça em juízo nos finais de semana. José foi preso em 2018, depois de empurrar Jussara Araújo Souza, da plataforma, enquanto aguardava para embarcar. O Ministério Público de São Paulo disse que vai recorrer dessa decisão de soltura.