Manifestantes invadem lojas após morte de homem negro em supermercado

Diversos manifestantes ocuparam ruas, invadiram lojas e provocaram incêndios após o assassinato de João Alberto Freitas. O homem negro de 40 anos foi morto por asfixia, segundo a perícia, ao ser espancado por dois seguranças de uma unidade do Carrefour, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.