CPI da Covid

Fala Brasil Médica condena tratamento precoce durante depoimento à CPI da Covid

Médica condena tratamento precoce durante depoimento à CPI da Covid

A infectologista Luana Araújo criticou a teoria de que a chamada imunidade de rebanho, pela qual a população estaria naturalmente imunizada contra a doença, possa ser alcançada sem vacina

A médica infectologista Luana Araújo, que deveria comandar o enfrentamento à covid-19 no Ministério da Saúde e foi demitida depois de apenas dez dias no cargo, deu um depoimento contundente na CPI da Covid. A infectologista afirmou desconhecer a razão de não ter sido efetivada, já que havia sido convidada pelo ministro Marcelo Queiroga. Luana criticou a teoria de que a chamada imunidade de rebanho, pela qual a população estaria naturalmente imunizada contra a doença, possa ser alcançada sem vacina.

Últimas