Fala Brasil Morador de rua morto após ser atingido por botijão continua no IML

Morador de rua morto após ser atingido por botijão continua no IML

Miguel. Esse seria o primeiro nome do morador de rua, que morreu ao ser atingido por um botijão de gás, lançado do 12º andar de um prédio em Copacabana, na zona sul do Rio. O corpo da vítima chegou ao IML há três dias, mas até agora a Polícia Civil não conseguiu fazer a identificação. Tronco, como era conhecido, não portava documentos no momento da tragédia. De acordo com a Polícia Civil, é preciso que algum parente venha fazer reconhecimento do corpo. Se isso não acontecer nos próximos dias, ele poderá ser enterrado como pessoa não identificada.

Últimas