Mulher pisada no pescoço por PM ainda tem marcas e sofre com o trauma

A mulher que foi pisada no pescoço por um policial militar, em São Paulo, ainda não se recuperou das agressões de que foi vítima, três meses atrás. Ela acha pouco o indiciamento do PM por abuso de autoridade. O advogado dela quer que o policial responda também por tentativa de homicídio e que possa pagar sua pena na prisão.