Perseguição obsessiva poderá ser enquadrada na Lei Maria da Penha

Um caso de stalking, como é conhecida a perseguição obsessiva física ou virtual, envolvendo pessoas que não tem convivência doméstica, pode ser o primeiro caso do país a ser enquadrado na Lei Maria da Penha. O pedido foi feito à Justiça de São Paulo, pela advogada da vítima. Há sete anos um rapaz de 17 anos se encantou por uma adolescente de 13. Ela não aceitou manter qualquer um relacionamento, ele então passou a persegui-la e a fazer ameaças em redes sociais. Para assistir ao conteúdo na íntegra, acesse o PlayPlus.com