Policiais investigados na morte de vendedor ambulante em SP vão à júri popular

Os sete policiais militares, investigados na morte do vendedor ambulante Davi Nascimento, de 24 anos, em abril deste ano, vão à júri popular. O Superior Tribunal de Justiça entendeu que esses policiais tiveram a intenção de matar, ou seja, vão responder por homicídio doloso, e não apenas de sequestro seguido de morte, como era investigado antes. Os acusados são dois sargentos, dois cabos e três soldados da Polícia Militar.