Fala Brasil Prestadores de serviço criam alternativas para driblar o desemprego

Prestadores de serviço criam alternativas para driblar o desemprego

Hoje, esses profissionais ganham, em média, 13% do que recebiam normalmente 

Quem trabalha com prestação de serviço está entre os mais afetados pela pandemia de coronavírus. Hoje, esses profissionais ganham, em média, 13% do que recebiam normalmente e precisaram se reinventar para sobreviver em meio à crise.

Últimas