Fala Brasil Servidores da educação fazem greve contra aulas presenciais em SP

Servidores da educação fazem greve contra aulas presenciais em SP

Em todo o estado, mais de 40% dos colégios públicos e privados já registraram casos da doença

A Prefeitura de São Paulo decidiu por manter as aulas presenciais, mesmo com o endurecimento das medidas de restrição e o recuo para a fase vermelha do plano de contenção da covid-19. Mas muitos profissionais da rede pública de ensino discordam. Professores e funcionários das escolas municipais denunciam a falta de condições sanitárias para manter as aulas. Em todo o estado, mais de 40% dos colégios públicos e privados já registraram casos da doença. Os servidores afirmam que há falta de materiais básicos, como máscaras, álcool e produtos de limpeza e, por isso, decidiram entrar em greve.

Últimas