A dor de Terá

"Engana-se quem pensa que só quem foi traído sofre na relação. O traidor sofre, talvez até mais"

"Ser traído por alguém é horrível, agora, ser traído por si mesmo, é insuportável, tão insuportável que muitos não conseguem mais voltar a ser quem eram antes"

"Ser traído por alguém é horrível, agora, ser traído por si mesmo, é insuportável, tão insuportável que muitos não conseguem mais voltar a ser quem eram antes"

Divulgação/Record TV

Engana-se quem pensa que só quem foi traído sofre na relação. O traidor sofre, talvez até mais. Por mais que ele tenha sido o ofensor, depois do ocorrido, ele se torna o culpado e não há nada pior do que carregar a culpa.

Ser traído por alguém é horrível, agora, ser traído por si mesmo, é insuportável, tão insuportável que muitos não conseguem mais voltar a ser quem eram antes, pois além de sofrerem com a dor da decepção de quem amam, sofrem com a dor interna de saber que não é quem pensavam ser.

Quando o traidor se olha no espelho, ele se odeia e nesse seu ódio contido, começa um caminho tortuoso de se vingar de si mesmo, afastando de si todos ao seu redor. Ele acha que não merece mais ser amado.

Terá pode ter o amor de outras mulheres, mas não tem mais o seu próprio. É por isso que ele vai se jogar no seu trabalho, pensando assim que pode de alguma forma compensar pela dor que causou a tanta gente e principalmente a si mesmo.

Triste é saber que este foi justamente o início de seu fracasso interior: sua ambição.

A ambição nos afasta de quem somos e nos torna quem não queremos ser.

Últimas