A eterna competição feminina

"A mulher de hoje, por mais independente e diferente da mulher daquela época, ainda se encontra competindo com as demais"

"Em Ur dos Caldeus e em muitas outras cidades da antiguidade, era costume para o homem se casar com mais de uma esposa e assim garantir o futuro de suas gerações"

"Em Ur dos Caldeus e em muitas outras cidades da antiguidade, era costume para o homem se casar com mais de uma esposa e assim garantir o futuro de suas gerações"

Divulgação/Record TV

Em Ur dos Caldeus e em muitas outras cidades da antiguidade, era costume para o homem se casar com mais de uma esposa e assim garantir o futuro de suas gerações através dos muitos filhos homens que poderia gerar. Entre o jardim do Éden, quando Deus instituiu o casamento entre o homem e a mulher, e a época de Abrão, algo aconteceu para que o casamento tenha se sujeitado a esse costume tão deplorável. Deplorável principalmente às mulheres. 

Por mais que o costume era aceitável, ele não era nada agradável. Nem para os homens, que tinham que lidar com as esposas que brigavam entre si para quem ficava com eles à noite, nem muito menos para as mulheres, que eram inseridas em uma competição completamente injusta. Especialmente quando a idade chegava. E tudo por ganância: a de ter mais filhos para se ter mais formas de prosperar. E qual foi o resultado disso?

Uma eterna competição entre as mulheres.

A mulher de hoje, por mais independente e diferente da mulher daquela época, ainda se encontra competindo com as demais. Ela não pode envelhecer e “perder” para as muitas novinhas que chegam chegando. Ela não pode vestir um jeans maiorzinho e se sentir “inferior” às muitas outras que ainda vestem o manequim da adolescência. Ela não pode perder o controle de nada na vida, porque se as tantas mulheres-maravilhas da Internet aparentemente conseguem tudo e mais alguma coisa, por que ela não conseguiria? Ela não pode gastar pouco na festa de casamento, afinal, ela precisa fazer melhor que as amigas que se casaram antes dela. Ela tem que ter pelo menos um bebê lindo, mesmo que não haja papai ainda, afinal, a idade está chegando e toda mulher “tem, porque tem,” que ter filhos.

Essa competição injusta tem uma origem, e ela vem lá de Gênesis, quando a humanidade se afastou de seu Criador.

Últimas