A ingenuidade de Jacó

"Os quatorze anos de trabalho escravo para Jacó se casar com Raquel transmitiu que ela não precisava fazer mais nada por Jacó, afinal, ele já era todinho dela"

"O que ele não imaginava é que tamanha demonstração de amor e paixão por Raquel a daria tanto poder sobre ele"

"O que ele não imaginava é que tamanha demonstração de amor e paixão por Raquel a daria tanto poder sobre ele"

Divulgação/Record TV

Lindo de ver Jacó trabalhar sete anos pela sua amada e mesmo depois de ser enganado pelo sogro, (SPOILER) decidir trabalhar mais sete anos por ela. O que ele não imaginava é que tamanha demonstração de amor e paixão por Raquel a daria tanto poder sobre ele... pois é, pouco se fala da distribuição de poder nos relacionamentos.

Os quatorze anos de trabalho escravo para Jacó se casar com Raquel, transmitiu à Raquel que ela não precisava fazer mais nada por Jacó, afinal, ele já era todinho dela.

A Bíblia não relata absolutamente nada que Raquel fez por Jacó, pelo contrário, (SPOILER) mais tarde, ela vai culpá-lo pela sua esterilidade, vai vendê-lo por uma noite a sua irmã, e ainda vai roubar ídolos do pai mesmo sabendo que Jacó era totalmente contra a idolatria.

Sinceramente, o que Raquel fez por Jacó durante ou depois dos quatorze anos de trabalho escravo para poder se casar com ela? NADA.

Tão diferente de Isaque e Rebeca, que para se casarem, ela precisou deixar sua família e viajar semanas pelo deserto e ele precisou crer e confiar em Deus que ela seria a pessoa certa se tivesse essa disposição. Quando Isaque e Rebeca se viram pela primeira vez, foi amor de verdade, e o poder se dividiu, afinal, o que ela foi capaz de fazer por ele, ele também foi capaz de fazer por ela, sem se quer ter se conhecido antes.

Em um casamento saudável, o poder é dividido justamente entre os dois. Quando um começa a fazer muito pelo outro e não recebe o mesmo em troca, o poder é dado àquele que está fazendo menos, e isso é extremamente perigoso para o futuro desta relação porque quem tem mais poder na relação, se sente inabalável e até justificado pelos seus erros.

Afinal, é muito amado pelo cônjuge com menos poder, que consequentemente se sujeitará a qualquer coisa, até a traições, maus-tratos e abusos por esse “amor”.

Mas Jacó não sabia disso. E os sinais estavam por todos os lados, até na hora em que eles se conheceram no poço... em vez de ela servi-lo, como fez Rebeca aos servos de Abraão, foi Jacó que a serviu.

#Jalia ou #Jaquel?

"Sinceramente, o que Raquel fez por Jacó durante ou depois dos quatorze anos de trabalho escravo para poder se casar com ela? NADA"

"Sinceramente, o que Raquel fez por Jacó durante ou depois dos quatorze anos de trabalho escravo para poder se casar com ela? NADA"

Divulgação/Record TV

Últimas