Como lidar com a preferência dos outros

"Entre todos os filhos de Israel, José era o mais chegado a ele, o que obedecia a suas orientações, que não aprontava quando o pai não estava por perto. José verdadeiramente honrava seu pai Israel, diferente de todos os seus outros irmãos" 

Entre todos os filhos de Israel, José era o mais chegado ao pai

Entre todos os filhos de Israel, José era o mais chegado ao pai

Blad Meneghel/Record TV

Temos visto nesta fase de Gênesis um problema muito comum na família: a preferência.

Normalmente se julga quem tem preferência e se esquece de que todos nós temos preferências. É um hábito comum do ser humano preferir uma coisa, uma pessoa, um amigo, e até um familiar. E como é um comportamento tão corriqueiro, o certo é aprender a lidar com ele em vez de se sentir pior e consequentemente criar uma antipatia com quem é mais querido que você.

A dinâmica é até bem mais simples do que imaginamos. É só avaliarmos como escolhemos a nossa fruta predileta. Eu já pensei que a minha fruta predileta era a goiaba até perceber que ela me fazia mal, e por mais que eu ainda goste muito de goiaba, eu transferi minha preferência para a banana, que para mim não é tão gostosa, mas me faz muito bem.

O mesmo acontece nos relacionamentos. Entre todos os filhos de Israel, José era o mais chegado a ele, o que obedecia a suas orientações, que não aprontava quando o pai não estava por perto. José verdadeiramente honrava seu pai Israel, diferente de todos os seus outros irmãos, que além de já ter aprontado outras vezes, foram capazes de fazer o que fizeram com José, mentir para o pai, e ainda deixar a culpa de presente para o pai.

Fácil criticar Israel por preferir José, mas se coloque no lugar dele, ou melhor, se olhe no espelho. Quem não tem suas preferências?

Em vez de ficar com raiva de quem gosta mais do outro do que você, que tal ver quem você tem sido como filho, pai, irmã, primo, amiga, colega de trabalho, ou profissional?

Quem dera os irmãos de José soubessem disso...

Últimas