Lúcifer ainda vive

"Por que parece que é mais fácil fazer mal do que bem? Porque o mal está mais atuante do que nunca"

Lúcifer influenciou Semíramis em Gênesis e o resultado foi um assassinato

Lúcifer influenciou Semíramis em Gênesis e o resultado foi um assassinato

Divulgação/ Record TV

No capítulo 11 da novela Gênesis, exibido nesta terça-feira (2), você testemunhou o assassinato de Gomer, um homem simples, pai de família, que não concordava com as escolhas que Ninrode e sua mãe Semíramis estavam fazendo.

Ao se deparar com Semíramis na floresta, em meio a uma caça, a discussão se torna em tragédia, não porque há luta, não porque há agressões, não porque há risco de vida, mas sim pela simples falta de concordância. Semíramis não aceitava ser contrariada e como Gomer não dava o braço a torcer, ela o matou. Como acontece em alguns lugares hoje, se alguém discorda de alguém, já está correndo risco de vida.

Mas por que o mal parece estar sempre mais presente do que o bem? Por que parece que é mais fácil fazer mal do que bem? Porque o mal está mais atuante do que nunca. Lúcifer continua inspirando e muita gente continua caindo na sua lábia. O que acontece desde o Éden, quando o homem e a mulher lhe deram ouvidos. A sua voz tem sido tão ativa, que muitos chegam ao cúmulo de achar que Deus não existe. É mais fácil chegar a essa conclusão, já que assim não precisam prestar contas de nada na vida.

Toda vez que você escolhe ouvir qualquer um que não seja a Deus, você está dando a essa pessoa poder, o tornando seu guru, seu ídolo, seu deus. É assim que o anjo caído continua atuante e pior, bem mais influente.

Lúcifer sempre foi e sempre será o maior vilão de todos os tempos e, enquanto não acreditarmos na sua existência, continuará livre para implantar todo tipo de ideia e causar todo tipo de mal. Afinal de contas, “ele não existe”, correto?

Últimas