Terá prometeu, mas não cumpriu

"Ninguém muda da noite para o dia. A mudança de caráter começa nas pequenas decisões que normalmente passam despercebidas. Por trás delas, há uma ambição, uma vaidade, um sonho pessoal"

"Terá prometeu que não mudaria, mas podemos ver que ele nunca cumpriria tal promessa; afinal, ele só estava mesmo é pensando em seus próprios sonhos e conflitos"

"Terá prometeu que não mudaria, mas podemos ver que ele nunca cumpriria tal promessa; afinal, ele só estava mesmo é pensando em seus próprios sonhos e conflitos"

Divulgação/Record TV

Impossível não amar e torcer pelo casal Terá e Amat, que chegam em Ur dos Caldeus não só para se estabelecerem numa cidade próspera, mas também para darem aos seus futuros filhos tudo o que nunca tiveram – pelo menos, era isso o que Amat pensava até Terá mudar. Ela sabia que Terá queria muito enriquecer e, por amá-lo, só queria vê-lo feliz. 

Mas, infelizmente, em cada capítulo desta fase de Gênesis nos deparamos com as mudanças sutis de Terá – o que nos angustia muito. Afinal, já podemos pressentir o pior... especialmente em relação às seduções de Nadi, a sacerdotisa que tem Terá como o seu sonho de consumo.  Mas por que Terá muda tanto? O que faz um homem tão bem casado e feliz se afastar de seus princípios e valores assim?

Ninguém muda da noite para o dia. A mudança de caráter começa nas pequenas decisões que normalmente passam despercebidas. Por trás delas, há uma ambição, uma vaidade, um sonho pessoal e, de repente, não se pensa em mais ninguém a não ser no famoso qual-o-problema-se-te-faz-feliz?

O problema é que vai acabar com o seu casamento. O problema é que vai afastá-lo da sua família. O problema é que você vai deixar uma péssima referência de homem e pai para os seus filhos. O problema é que você terá que destruir outras pessoas em prol da própria “felicidade”.

Terá prometeu que não mudaria, mas podemos ver que ele nunca cumpriria tal promessa; afinal, ele só estava mesmo é pensando em seus próprios sonhos e conflitos. Por mais que usasse a família como pretexto, no fundo, ele queria mesmo é se realizar. E a partir do momento que somos egocêntricos com as nossas intenções, seremos egocêntricos também com as nossas escolhas, decisões e, consequentemente, atitudes.

Últimas