Entrevistas Petrônio Gontijo passa por caracterização de quatro horas para viver Israel em Gênesis

Petrônio Gontijo passa por caracterização de quatro horas para viver Israel em Gênesis

Com 30 anos de carreira, ator conta ser a primeira vez que passa por um processo de composição demorado em uma novela

  • Entrevistas | Raíza Chaves, do site oficial*

Com peruca, aplique de barba e envelhecimento de pele, o veterano Petrônio Gontijo está irreconhecível como Israel na última fase da novela Gênesis, na Record TV. Na trama, o personagem passa por umas de suas maiores dores ao acreditar que José (Juliano Laham), o filho preferido, está morto. 

Petrônio Gontijo interpreta Israel na última fase da novela Gênesis

Petrônio Gontijo interpreta Israel na última fase da novela Gênesis

Reprodução/Record TV

Com mais de 30 anos de carreira, Petrônio conta ser a primeira vez que passa por um processo de caracterização demorado em uma novela. A composição demora cerca de quatro horas e o ator muda até a textura da pele: uma touca é colada no couro cabelo e, em seguida, a peruca e a barba. 

"São quatro mudanças durante a trama. A terceira e a última são as mais difíceis, porque altera a textura da pele. Na segunda, começo a colocar as rugas e a primeira é minha pele natural sem maquiagem com barba fio a fio. Uso lente de contato na última fase. É uma lente enorme que deixa o olho envelhecido", explica.

O ator se diverte ao revelar que nem mesmo sua irmã o reconheceu caracterizado como Israel.

"Ela viu uma foto e não reconheceu, só percebeu pelos olhos. Inclusive, muita gente não me reconheceu. Acho maravilhoso, porque tudo que busco e quero é que o personagem venha na minha frente, sempre. O que importa é ele e o que ele exige. É muito gratificante quando você nota que o personagem está na frente e não o ator", pontua.

Ator precisou usar peruca e aplique de barba

Ator precisou usar peruca e aplique de barba

Reprodução/Record TV

Em entrevista ao site oficial, Petrônio não esconde a admiração por Israel e destaca as características mais marcantes do líder de Canaã.

"[Assumo o personagem] Em uma fase mais madura e vou até os 130 anos. Aprendo diariamente com Israel, porque fala de transformação e mudança de hábito, que é o mais difícil. Ele erra, mas persiste. Não se agarra ao erro e acho fantástico porque o erro prende, junto com o erro vem medo e a culpa de ter errado. Então, muitas vezes, o erro paralisa e Israel erra muito, mas se permite viver. Isso para mim é uma imensa lição de vida. A persistência nele é a característica que acho mais absoluta", conta.

@novelagenesis

Se liga da transformação de Petrônio Gontijo para viver Israel! Rapidinho, né?  ##Gênesis ##NovelaGênesis

♬ som original - Novela Gênesis

Virada do personagem

Na trama, Israel coleciona cenas marcantes. Um dos principais momentos é a decepção do líder de Canaã ao descobrir a traição do filho Rúben (Felipe Cunha) com Bila (Patrícia França).

"Ele é completamente apaixonado pelos filhos e o Rúben é o primogênito. O que já é estabelecido para Israel e o que acontece com a Bila faz ele repensar em tudo e olhar de outra forma para José. Então, ele começa a observar em José um homem que ele mesmo diz ser diferente e especial. Isso vai gerar um grande problema na família e do qual [ele] não percebe", diz.

Petrônio não escondeu admiração pelo personagem

Petrônio não escondeu admiração pelo personagem

Reprodução/Record TV

Petrônio analisa a relação do personagem com os filhos e confessa levar para a vida diversas questões que Israel enfrenta na trama da Record TV.

"A forma como ele se relaciona com os filhos é um aprendizado diário. Ele aprende o que é amor pelo filho e o que é apego. Isso para mim é uma novidade. Na minha vida, já pensava que deveria agir de formas parecidas, mas nunca tinha encontrado um personagem que me ensinasse tanto e especificamente nesse ponto. A minha preocupação é tentar comunicar isso para o público".

Após os irmãos venderem José como escravo, eles mentem para Israel e o fazem acreditar que o filho está morto. Para o ator, a sequência em que o líder recebe a túnica ensanguentada do rapaz marca uma virada do personagem.

"Ali é o poço de Israel. Ele vai ao fundo do poço. É trágico. Isso para o ator é uma material muito vasto para trabalhar e aumenta a responsabilidade. A minha intenção fazendo era demorar a processar isso. No final, rasga a roupa como um sinal de luto e joga areia.
A túnica significa a sucessão da família. Então, ele pensa em toda geração e toda a questão familiar. Israel passa agir de maneira diferente e se apega ao luto", comenta.

Continue acompanhando as emoções de Gênesis, de segunda a sexta, às 21h na Record TV. Aos sábados, no mesmo horário, vão ao ar os melhores momentos da semana. As íntegras dos capítulos, assim como cenas extras, estão disponíveis no PlayPlus.

* Sob supervisão de Leonardo Azzali

Últimas