Entrevistas Primeiras fases de Gênesis contam com mais de 2 mil takes de efeitos visuais 

Primeiras fases de Gênesis contam com mais de 2 mil takes de efeitos visuais 

Animais 3D, modelos digitais e outras técnicas inovadoras prometem trazer mais realidade ao telespectador

  • Entrevistas | Raíza Chaves, do site oficial*

Técnicas inovadoras prometem trazer ainda mais realidade ao telespectador

Técnicas inovadoras prometem trazer ainda mais realidade ao telespectador

Divulgação/Record TV

A nova superprodução da Record TV, Gênesis, estreia no dia 19 de janeiro com cenas cheias de efeitos especiais e tratamento de cinema. Animais 3D, modelos digitais e técnicas inovadoras prometem trazer ainda mais realidade ao telespectador.

Em entrevista ao site oficial, o supervisor de efeitos visuais da trama, Anderson Paraná revelou detalhes do que o público pode esperar da história, que será contada em sete fases: Jardim do Éden, Arca de Noé, Torre de Babel, Ur dos Caldeus, Jornada de Abraão, Jacó e José do Egito.

"Efeitos de tirar o fôlego e arrepiar. Coisas jamais vistas na televisão. Até a Arca de Noé pode se esperar 2 mil takes de efeitos, todos feitos de uma maneira muito cuidadosa", disse.

Paraná comentou que uma das novidades da trama é o aumento do uso de cenários digitais, que utilizam como base a computação gráfica.

"Tivemos cenários na novela O Rico e Lázaro e deu supercerto. Agora, voltamos com isso além de destruições digitais", disse.

Jardim do Éden

Técnica usada na primeira fase traz realidade na interação com animais

Técnica usada na primeira fase traz realidade na interação com animais

Divulgação/Record TV

Logo na primeira fase em que vai ser retratado o Jardim do Éden, Paraná adiantou que uma técnica de rotoscopia, em que se isola a cena quadro por quadro, foi utilizada para trazer realidade na interação com os animais.

"O nosso Éden tem o que não tivemos em outros Jardins do Éden, que é a interação e a intimidade com os animais. Isso não dá pra gravar. Precisa ser totalmente por computação gráfica. É criado do zero, são animais em 3D até um pouco mais difíceis por terem como base, animais que já conhecidos. Então, a gente tem que replicar exatamente para que o telespectador veja algo real", comentou.

Arca de Noé

A fase de Noé, vai ser dividida entre cenas de Noé jovem, interpretado por Bruno Guedes, na construção da Arca. Esses momentos acontecem na cidade cenográfica e são complementados com efeitos visuais na pós produção. Em seguida, Oscar Magrini assume o personagem, com os animais na Arca e o dilúvio. 

Cenas cheias de efeitos especiais prometem tirar o fôlego do público

Cenas cheias de efeitos especiais prometem tirar o fôlego do público

Divulgação/Record

Segundo Paraná, são cenas com o uso de chroma key, água para retratar a tempestade e animais em 3D.

"Cidades construídas do zero, animais construídos do zero, tudo com muita computação gráfica", destacou.

Animais indo para a Arca de Noé

Animais indo para a Arca de Noé

Divulgação/Record TV
Superprodução conta com tratamento de cinema e muitos efeitos especiais

Superprodução conta com tratamento de cinema e muitos efeitos especiais

Divulgação/Record TV

Torre de Babel

A terceira fase da novela vai ressaltar a construção da Torre de Babel, que será guiada por Ninrode (Pablo Morais) e Semíramis (Francisca Queiroz).

De acordo com o supervisor de efeitos, a parceria com a equipe de cenografia da trama deixou o momento ainda mais impactante.

"Nossa cenografia conseguiu retratar e construir um cenário grandioso e a computação gráfica só amplia esse impacto. Deixa isso tudo maior. Temos muitos dublês digitais, até por conta da segurança das pessoas. Os construtores da torre, são modelos digitais", contou.

A trama que vai mostrar a origem da humanidade é escrita por Camilo Pellegrini, Raphaela Castro e Stephanie Ribeiro, com direção geral de Edgard Miranda.

*Sob supervisão de Juliana Lambert

Últimas