Gênesis Responde As mortes e a fome de fato assolaram a capital da Mesopotâmia?

As mortes e a fome de fato assolaram a capital da Mesopotâmia?

Ibbi-Sim reinou por 24 anos, período em que houve uma verdadeira desagregação do reino

Ibbi-Sim reinou por 24 anos, período em que houve uma verdadeira desagregação do reino

Reprodução/Record TV

As mortes e a fome de fato assolaram a capital da Mesopotâmia?

Sim. Ibbi-Sim reinou por 24 anos, período em que houve uma verdadeira desagregação do reino.
A organização burocrática complexa do império não se manteve ao longo do tempo. E, sem um poder soberano forte, a sociedade se desestabilizava e o rei perdia territórios.
Assim, com o enfraquecimento do reino, as incursões das tribos dos amoritas e elamitas tornaram-se cada vez mais violentas, ocasionando mortes, ao mesmo tempo que surgiu uma crise de fome.

O fim de Ur aconteceu por meio de uma série de infortúnios: estourou a fome e Ur foi sitiada, tomada e destruída pelos invasores elamitas e seus aliados entre as tribos iranianas. Ibbi-Sim foi levado cativo para Elam com a estátua do deus Nana e não mais se ouviu falar dele.

Documentos antigos registram de maneira comovente o fim infeliz de Ur. A catástrofe provocada foi interpretada como sendo a ira do Deus Enlil. Uma divindade pagã bem diferente do Deus adorado por Abrão.

Por isso, a necessidade de se abordar esses acontecimentos históricos no contexto da juventude da história de Abrão. Não há como separar a questão histórica dos relatos bíblicos, uma sempre influenciou e deu significado a outra.

Últimas