Gênesis Responde Por que Raquel roubou os ídolos de Labão, seu pai? Seria por motivação religiosa?

Por que Raquel roubou os ídolos de Labão, seu pai? Seria por motivação religiosa?

Entenda por que Raquel roubou o próprio pai

Entenda por que Raquel roubou o próprio pai

Divulgação/Record TV

Por que Raquel roubou os ídolos de Labão, seu pai? Seria por motivação religiosa?

O delito, em um primeiro momento, parecia ter um fim religioso, mas apenas aparentemente.

Antigos códigos de lei sumerianos como as leis de NUZI revelaram que naquela época a posse de pequenos ídolos do lar (comumente chamados de Terafim) era o certificado de propriedade que alguém precisava para firmar-se dono de uma terra. Caso os ídolos fossem parar nas mãos de outra pessoa, essa se tornava automaticamente a proprietária dos terrenos que eles demarcavam.

Por serem pequenos, poderiam facilmente ser roubados e cabia ao dono o cuidado de guardá-los para não ser lesado. Foi, portanto, em um descuido de Labão que Raquel roubou seus ídolos (ou seja, suas escrituras), com o fim de entregá-los posteriormente a Jacó, e fazer dele o novo senhor daquelas terras.

Tratava-se de uma tentativa de indenização do esposo pelo engano que o levou a sete anos extras de trabalho nas terras de seu pai, o que é um sinal de que Raquel não cria plenamente que Deus daria a Jacó a terra de Canaã, como havia prometido.

Últimas