Semíramis propagou o culto às imagens?

Semíramis e seus seguidores acreditavam que seu nascimento se deu a partir do ventre de uma deusa

Semíramis e seus seguidores acreditavam que seu nascimento se deu a partir do ventre de uma deusa

Blad Meneghel/Record TV

Semíramis propagou o culto às imagens?

Sim. Semíramis usara uma propaganda divinizante de si mesma para atrair a atenção dos povos. Ela e seus seguidores acreditavam que seu nascimento se deu a partir do ventre de uma deusa. Sua “mãe divina”, no entanto, a rejeitara, porém, as pombas a protegeram. Independente e poderosa, Semíramis substitui sua própria genitora, tornando-se objeto de adoração de muitos.

Como assistimos em Gênesis, após a morte do Ninrode, Semíramis ficou grávida e chamou ao menino de Tamuz e afirmou que ele era a reencarnação de Ninrode, o que significa que Ninrode teria voltado à vida novamente como Tamuz. Tamuz se tornou um caçador, assim como Ninrode. Ele foi morto por um javali e, com sua morte, Semíramis anunciou que Tamuz havia subido até seu pai, o deus-Sol, e deveria ser adorado.

Segundo Alexander Hislop, autor de The Two Babylons, Semíramis comandou autoridade total sobre seus súditos e clandestinamente doutrinou o sacerdócio. Padres e astrólogos obedeciam a seus comandos.

Todo esse culto pagão se alastrou por toda a Mesopotâmia chegando até a Síria e a Canaã. O uso de imagens de Semíramis segurando uma criança foi propago chegando à Fenícia e a partir de lá, conquistou toda a terra.

Além disso, a a crença que ela mesma se tornara uma pomba após sua morte e voou para morar com os deuses também foi difundida entre os povos. Os antigos sumérios conheciam Semíramis como a deusa Inanna. Eles ergueram muitos templos para homenageá-la.

Foi com base em informações como essas que se construiu a personagem de Semíramis da novela Gênesis.

Últimas