Cuidados especiais para fazer exercícios no frio

Endocrinologista explica quando podemos ou não praticar atividades físicas

Atividade física ajuda a fortalecer o sistema imunológico

Atividade física ajuda a fortalecer o sistema imunológico

Pixabay

Quando os termômetros indicam baixas temperaturas, nosso organismo sofre uma mudança biológica para manter o corpo aquecido e isso exige certos cuidados dependendo do caso. Esse gasto extra de energia pode ser ainda mais prejudicial se estivermos com doenças típicas do inverno, como gripe ou resfriado.

Como explica o Dr. Ronei Gustavo Vargas, endocrinologista da Medcenter Policlínica Copacabana, os sintomas associados a gripe, como dor no corpo, cansaço e/ou fadiga excessiva, sensação de peso no peito e febre, são alguns dos sintomas para interromper a atividade física imediatamente. Evitar o gasto excessivo de energia, principalmente nos dias mais frios do ano, possibilita uma recuperação muito mais rápida do organismo contra a infecção.

Já no caso de resfriados leves, ou na fase final da gripe, onde não há presença de febre, dor no corpo, dor de cabeça, exercícios leves e de baixo impacto podem ajudar na recuperação, bem como aumentar a sensação de bem-estar e disposição, pois a atividade física ajuda na liberação de substâncias no organismo que promovem essa sensação.

Alguns estudos apontam que pessoas que praticam atividade física regularmente tendem a se recuperar de forma mais rápida, ou até mesmo a apresentarem sintomas mais brandos em relação a pessoas sedentárias. Um dos possíveis motivos apontados é que a prática regular de atividade física auxilia no fortalecimento do sistema imunológico, responsável por combater a infecção no organismo, afirma Dr. Ronei.

Com algumas mudanças de hábito, podemos realizar exercícios com mais segurança durantes os dias frios do ano. Trocar a corrida ao ar livre pela esteira, por exemplo, ajuda a deixar o corpo mais aquecido. Usar roupas apropriadas para o frio antes e depois do exercício também é fundamental.

É importante ressaltar que o retorno a atividade física deve ser feito de forma leve e gradual, pois o organismo ainda se encontra fragilizado. E caso sinta algum desconforto ou mal-estar, é importante reduzir a carga de exercícios até o organismo ficar totalmente recuperado. É importante respeitar os sinais do seu corpo, e sempre buscar auxílio de um profissional para evitar lesões.