Descubra 7 jeitos de evitar a gripe e o resfriado

A proteção começa pela vacina, mas precisa continuar também dentro de casa. Saiba mais

Com cuidados básicos é possível reduzir a contaminação

Com cuidados básicos é possível reduzir a contaminação

Pixabay

Gripe e resfriado são doenças causadas por vírus distintos, mas as formas de transmissão são bem parecidas. Como conta a Dra. Christine Tamar, coordenadora da Pediatria do Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), com alguns cuidados básicos dentro de casa, conseguimos reduzir - e muito - o risco de contaminação.

1- Ventilação
Evite locais fechados e aglomerações: se não for possível, deixe janelas abertas para ventilação do ambiente.

2- Higiene doméstica
Recomendamos manter uma higiene doméstica para evitar o acúmulo de poeira. Opte por usar panos úmidos no lugar da vassoura e do espanador.

3- Higiene pessoal
Assim como a doméstica, ter uma boa higiene pessoal também é muito importante. Lavar sempre as mãos com água, sabão e até álcool gel se possível.

4- Luz do sol
Prefira lavar as roupas nos dias de sol e não as deixe por vários dias dentro da área de serviço. A roupa que demora para secar pode criar fungos que não são visíveis a olho nu.

5- Lave tudo
As roupas mais pesadas que passaram todo o verão no armário, especialmente cobertores, casacos e cachecóis, precisam ser lavadas antes do uso, expostas ao sol e depois passadas a ferro quente.

6- Vacina sempre
A vacina contra a gripe é indicada, já que minimiza a exposição do organismo ao vírus.

7- Crise alérgica
Perfumes, fumo, alguns insetos e plantas também podem desencadear crises alérgicas. Assim como, bichos de pelúcia, livros, cortinas e tapetes não devem ficar no quarto de uma pessoa com histórico de doenças respiratórias.

Analgésicos, antitérmicos, antialérgicos, descongestionantes e outros medicamentos não devem ser tomados sem prescrição médica, pois, além do risco de efeitos colaterais, é possível que esse remédio mascare algum sintoma que dificulte o diagnóstico real da doença.