Veja Cuidando de Quem Cuida Conheça o aplicativo Laudelina e tenha os direitos das trabalhadoras domésticas na mão

Conheça o aplicativo Laudelina e tenha os direitos das trabalhadoras domésticas na mão

O Laudelina é gratuito e oferece calculadoras de salário, lista de instituições de proteção e uma rede de contato de trabalhadoras

Veja, em parceria com a ONG Themis e da Fenatrad, cria o app Laudelina

Veja, em parceria com a ONG Themis e da Fenatrad, cria o app Laudelina

Reprodução/Pixabay

Todos os dias, milhares de pessoas deixam suas casas para atuarem como trabalhadores domésticos em todo o Brasil que mesmo possuindo uma legislação, que deveria garantir seus direitos trabalhistas, essas profissionais ainda sofrem preconceito e o não cumprimento da Lei PEC das Domésticas. Pensando nisso, a marca Veja® criou o programa Veja Com o Coração, que atua na valorização das trabalhadoras domésticas.

Com o programa, a marca Veja® possui ferramentas para apoiar as trabalhadoras domésticas com informações sobre a legislação, cursos focados no empoderamento feminino, carreira e mercado de trabalho para as trabalhadoras domésticas. Além disso, em parceria com a Organização da Sociedade Civil THEMIS – Gênero, Justiça e Direitos Humanos, que atua na defesa e na promoção dos direitos das mulheres, e a Fenatrad – Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas, Veja® anuncia o apoio a um curso de qualificação profissional para trabalhadoras domésticas.

Pelo aplicativo Laudelina, você encontra tudo o que precisa para se informar sobre seus direitos

Pelo aplicativo Laudelina, você encontra tudo o que precisa para se informar sobre seus direitos

Reprodução/app Laudelina

As duas instituições (Themis e Fenatrad) se uniram e criaram o Aplicativo Laudelina, que tem o objetivo de divulgar os direitos trabalhistas e de criar uma rede entre as trabalhadoras domésticas e seus sindicatos. O aplicativo possui manual sobre os direitos das trabalhadoras domésticas; calculadoras de salário, benefícios e rescisão contratual; lista de instituições de proteção de diferentes cidades do Brasil; e rede de contatos de trabalhadoras de uma mesma região, possibilitando a troca de informações, o fortalecimento de uma rede de apoio, e facilitando a organização das trabalhadoras, inclusive sindical.

No aplicativo, que é gratuito, a trabalhadora doméstica tem a possibilidade de ler ou ouvir todos os conteúdos.

Garantia dos direitos da trabalhadora doméstica é dever do empregador

Não baixe a cabeça, baixe o app Laudelina

Não baixe a cabeça, baixe o app Laudelina

Reprodução/ONG Themis

Quem foi Laudelina?
O nome do aplicativo é uma homenagem à Laudelina de Campos Melo, uma ativista do movimento negro que criou em 1936, em Campinas (SP), a primeira associação de trabalhadoras domésticas do Brasil. Laudelina combatia a discriminação da sociedade em relação às trabalhadoras domésticas e exigia melhor remuneração e igualdade de direitos sociais.
À frente da associação, Laudelina apoiava ações voltadas para alfabetização das trabalhadoras domésticas, pois acreditava que esse seria o primeiro passo para conscientização e entendimento da Lei, e as ações que estimulavam a solidariedade entre as mulheres da profissão.

Baixe o aplicativo Laudelina no link: https://laudelina.com.br/app

Para acompanhar as novidades sobre o projeto Laudelina, siga a página no Facebook: https://web.facebook.com/aplicativolaudelina/

Últimas