Hoje em Dia Justiça mantém prisão de promotor investigado por morte da mulher

Justiça mantém prisão de promotor investigado por morte da mulher

De acordo com o laudo, causa da morte foi intoxicação proposital e asfixia

A Justiça de Minas Gerais aceitou a denúncia do Ministério Público e determinou a prisão preventiva do promotor investigado pela morte da mulher, Lorenza de Pinho. De acordo com o laudo, causa da morte foi intoxicação proposital e asfixia.

Últimas