Patrulha do Consumidor é acionada para verificar preços abusivos no gás de cozinha

O Governo de São Paulo orientou que, a partir de agora, o preço máximo do botijão de gás de cozinha no estado é de R$ 70, valor que era praticado antes da quarentena. Caso desrespeite essa regra, o comerciante poderá responder por crime contra a economia popular. A Patrulha do Consumidor recebeu várias denúncias de preço abusivo dos botijões. Por isso, Celso Russomanno se uniu ao Procon para fazer uma blitz nas distribuidoras de São Paulo e o que ele flagrou foi desrespeito com a população e desabastecimento. Para assistir ao Hoje em Dia na íntegra, acesse o PlayPlus.com