Jornal da Record Na contramão da crise, faltam síndicos profissionais no mercado

Na contramão da crise, faltam síndicos profissionais no mercado

Em tempos de crise, uma profissão que não para de crescer, assim como as grandes cidades, é a de síndico. Em três anos, 50% dos condomínios serão administrados por profissionais. O Instituto Pró-Síndico de São Paulo pretende formar, só este ano, 700 síndicos; 200 a mais do que no ano passado.