Entrevistas Diretor-geral comenta importância da cena da traição de Judas na novela Jesus

Diretor-geral comenta importância da cena da traição de Judas na novela Jesus

Edgard Miranda também falou sobre a gravação da sequência, que vai ao ar nesta quarta-feira (9)

  • Entrevistas | Bruna Oliveira, do R7

Diretor-geral comenta importância da cena

Diretor-geral comenta importância da cena

Blad Meneghel/Record TV

Nesta quarta-feira (9), vai ao ar mais uma emblemática cena na reta final de Jesus, exibida pela Record TV. A traição do personagem Judas Iscariotes, vivido pelo ator Guilherme Winter, levará à prisão e crucificação de Jesus nos capítulos finais da novela.

No Monte das Oliveiras, Jesus (Dudu Azevedo) avisa aos seus apóstolos que chegou a hora do Filho do Homem ser entregue aos pecadores. Logo em seguida, Judas (Guilherme Winter) chega ao local acompanhado de Malco (Daniel Villas) e alguns guardas do templo. Iscariotes avisa aos comparsas que beijará o impostor. Ele, então, se aproxima de Jesus e O beija. Os apóstolos percebem que Judas é o traidor.

Malco se aproxima para executar a prisão do Messias, mas Pedro (Petrônio Gontijo) se antecipa e o ataca com uma espada, cortando sua orelha. Os outros guardas partem para cima do apóstolo. No mesmo momento, Jesus se aproxima de Malco e o cura, milagrosamente. Os apóstolos conseguem fugir. Desesperado, Malco também deixa o local, e os guardas do templo acabam levando o Messias preso.

Abordagem histórica da cena foi inédita na época

Abordagem histórica da cena foi inédita na época

Blad Meneghel/Record TV

Sobre a gravação deste momento marcante na trama, o diretor-geral da novela, Edgard Miranda, contou que a abordagem histórica desta cena foi algo inédito na época:

“Pela primeira vez na história de qualquer produção feita sobre a vida de Jesus, contamos esta cena icônica da maneira como ela realmente foi. Muitas pessoas perguntam por que Judas teve que beijar Jesus para mostrá-Lo aos guardas, se Ele era uma pessoa que vivia no templo, conhecido por toda a guarda. Na nossa versão, avalizada por historiadores, mostramos que eles estavam a uma distância considerável e era noite naquele momento, estava escuro. Quando Judas vai até lá é para mostrar o local exato onde estava Jesus, pois a distância e a escuridão dificultavam.Este foi um fator inédito na produção desta cena. Nenhum diretor mostrou desta maneira, isso é um dado novo”.

O diretor-geral finalizou: “A cena ficou fantástica, foi toda filmada no nosso jardim das oliveiras cenográfico, com todas as árvores produzidas por nós, com uma fotografia incrível feita pelo Edgard Moura. O que o telespectador assistirá será exatamente a versão bíblica completa do beijo de Judas, seguido da prisão de Jesus”.

Não perca o episódio desta quarta-feira (9) em Jesus, a partir das 21h45, na tela da Record TV.

Últimas