Entrevistas Equipe da novela Jesus explica o que levou Judas a entregar o Messias com um beijo

Equipe da novela Jesus explica o que levou Judas a entregar o Messias com um beijo

O ator Guilherme Winter, o diretor-geral da série, Edgard Miranda, e historiador Lúcio Nascimento comentaram gesto do apóstolo 

  • Entrevistas | Bruna Oliveira, do site oficial

De acordo com o historiador, o beijo foi para identificar quem era o Messias

De acordo com o historiador, o beijo foi para identificar quem era o Messias

Reprodução/Record TV

Ora incompreensivo, ora incompreendido: assim foi a trajetória de Judas Iscariotes (Guilherme Winter) em Jesus. O comportamento alternante se manteve até a reta final da produção, inclusive, quando entregou, com um beijo, Jesus aos soldados romanos.

A passagem bíblica, conhecida como um dos maiores gestos de traição da História, foi objeto de estudo por parte da equipe, que buscou entender as motivações do apóstolo em um dos últimos atos dele.

O diretor-geral da trama, Edgard Miranda, contou que não entendia muito bem o porquê desse beijo. Miranda questionava como um homem que seguiu Jesus a vida inteira e foi agraciado por Ele poderia ter agido de forma fria. Inconformado, o diretor ouviu historiadores e chegou à conclusão de que o beijo foi uma forma de Judas identificar, em meio a outros homens, quem era Jesus para a tropa romana. 

"Até hoje, os filmes foram mal encenados, porque colocam Judas e a guarda do templo a dois metros de Jesus. Quando a distância, na verdade, era de uns 300 metros. Os apóstolos estavam escondidos, meio que entrincheirados, então, Judas tinha de chegar para mostrar: ‘Olha, Jesus está aqui’, porque ele poderia estar em qualquer lugar ou estar escondido. Foi um beijo para mostrar a localização de Jesus, o que muita gente não sabe".

É bom lembrar ainda que, em um tempo no qual judeus mal se tocavam por considerarem o gesto impuro, o ato de beijar o rosto de alguém também provava que os dois tinham uma relação de confiança e proximidade. "Ao beijar Jesus, Judas demonstra que não era apenas alguém conhecido por Jesus, mas que fazia parte do círculo intimo Dele", explicou o historiador Lúcio Nascimento.

No entanto, para o ator Guilherme Winter, o personagem não agiu por interesse ou ganância, mas baseado em um ideal revolucionário apresentado desde o início da produção. Judas tinha em mente o plano de colocar o Messias frente aos governantes e ao povo na maior festa popular de Jerusalém, a Páscoa.

"É uma cena que eu vejo Judas não fazendo isso simplesmente por 30 moedas. Eu acho que ele faz isso imaginando que resultaria em algo muito maior, como uma revolta, uma revolução popular contra Roma. O intuito dele é libertar o povo da tirania romana", disse Winter. 

Jesus vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 21h45, na tela da Record TV. 

Últimas