#ORicoELázaro114 (21/01): Daniel lê carta de Jeremias sobre a queda da Babilônia

A novela vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 21h30, na Record TV

Daniel diz que continuará lutando a favor do povo de Israel. Matias mente para Gadise sobre a noite anterior. Nabucodonosor pede para Daniel interpretar seu sonho. Edissa comenta sobre a atitude do rei em seu quarto. Naomi lembra do trauma com Fassur. Neusta pede para Joaquim ter calma.

Desconfiando da incapacidade de Nebuzaradã ter filhos, Sammu-Ramat diz à Darice que tentará engravidar de Rabe-Sáris. Nitócris disfarça e rouba um fio de cabelo de Shamiran para o feitiço de Sammu-Ramat. Ebede-Meleque apoia Gadise. Daniel decifra o sonho de Nabucodonosor e diz que se o soberano não mudar o coração, ficará afastado dos homens sete anos, como um animal. O rei fica atordoado com as palavras do governador e pede para ficar sozinho.

Malca visita a família de Joana. Zac se propõe a ajudar Tamir e Shamir. Zabaia encontra Larsa e fala das vantagens que recebe por ser pai de Sammu-Ramat. Hurzabum procura por Shag-Shag. Daniel lê a carta de Jeremias sobre a queda da Babilônia. Hurzabum e Lior correm atrás de dois moleques que estão roubando.

Zac vai até a casa de Joana e encontra Malca. Fassur não encontra resposta para dar ao sermão de Zadoque. Daniel fala sobre o sonho de Nabuco com os sábios hebreus. Nebuzaradã diz não admitir que Evil-Merodaque assuma o poder. Nitócris entrega a maquiagem e uns fios de cabelo de Shamiran para a sacerdotisa.

Raquel cuida de Shamiran. Matias convida Absalom para voltar na Casa da Lua. Samira e Talita ignoram Zelfa. Isaque, pai de Malca, vai até a casa de Elga e pede para falar com Zac. Fassur chega no mesmo momento. Arrasado, Asher segue para longe da Babilônia com os pensamentos em Joana.

Hurzabum diz que apresentará Joana a Lior. Zac fica tenso ao ver Lior. Sammu-Ramat inicia um ritual com os cabelos de Shamiran. Evil-Merodaque se desespera ao ver a esposa desmaiar em seus braços. Raquel corre para avisar sobre o estado de Shamiran aos reis.