Pan Lima 2019 Calderano confirma favoritismo e é bicampeão de tênis de mesa no Pan

Calderano confirma favoritismo e é bicampeão de tênis de mesa no Pan

Ouro em Toronto 2015, o brasileiro de 23 anos voltou a subir ao lugar mais alto do pódio e garantiu vaga para as Olimpíadas de Tóquio

Hugo Calderano

Hugo Calderano  é o atual número 6 do  mundo no tênis de mesas

Hugo Calderano é o atual número 6 do mundo no tênis de mesas

Alexandre Loureiro/COB

O mesatenista Hugo Calderano confirmou o favoritismo e faturou, nesta quarta-feira (7), o bicampeonato individual nos Jogos Pan-Americanos. Na final, o brasileiro conquistou o ouro após bater o dominicano Jiaji Wu por 4 games a 3 (11/8, 6/11, 8/11, 11/7, 8/11, 11/8 e 11/2).

Além da medalha dourada, a vitória garante ao mesatenista brasileiro a vaga para participar das Olimpíadas de Tóquio no ano que vem.

Calderano, que já havia levado o ouro nas duplas ao lado de Gustavo Tsuboi, terá ainda a chance de retornar ao Brasil com um terceiro ouro na bagagem, o da competição por equipe, disputada a partir desta quinta-feira (8). Em Toronto 2015, os atletas do Brasil levaram a melhor na disputa.

Veja mais: Bruna Takahashi perde semifinal e fica com o bronze

Ao defender o ouro individual obtido há quatro anos, o brasileiro de 23 anos entrou da disputa dos Jogos Pan-Americanos como o adversário a ser batido. Ele figura atualmente na sexta posição do ranking mundial da modalidade, atrás apenas de quatro atletas chineses e do japonês Tomokazu Harimoto.

Caminho dourado

Nos dois primeiros jogos do torneio individual disputados no Pan-Americano, Calderano não teve dificuldade para derrotar o chileno Juan Lamdrid (4 games 1) e o mexicano Marcos Madrid (4 games a 0).

Na semifinal, o brasileiro avançou após fazer um jogo duro contra o canadense Eugene Wang por 4 games a 2 (8/11, 11/7, 11/6, 7/11, 11/9 e 11/8). Calderano, que saiu atrás na partida, logo se recuperou, conseguiu levar a melhor contra Wang e garantir a classificação para a final.

A decisão foi realizada contra o dominicano Jiaji Wu, o mesatenista brasileiro começou atrás no placar, mas foi buscar a diferença e fechou o game com o placar de 11 a 8. Na segunda parcial, Calderano deixou Wu abrir 7 a 3 e não conseguiu se recuperar no set fechado em 6 a 11.

Com a final empatada, o terceiro game começou novamente difícil para o brasileiro, que saiu perdendo por 4 a 0. Coube a Wu administrar a vantagem obtida, fechar a parcial em 8 a 11 e passar à frente de Calderano.

Atrás no placar, Calderano voltou para o quarto game mais concentrado e conseguiu abrir quatro pontos de vantagem. O brasileiro ainda cedeu o empate em 7 a 7, mas se recuperou e conseguiu empatar a partida em 2 a 2.

No quinto game, os dois mesatenistas voltaram conscientes de que não poderiam das chances ao adversário. A parcial seguiu empatada até que Wu conseguisse abrir dois pontos em 9 a 7 e fechasse o game em 8 a 11.

Novamente atrás na partida, Calderano entrou no sexto game sabendo que não poderia mais perder pontos para manter o título Pan-Americano. Na etapa, conseguiu abrir três pontos de vantagem, fechou a parcial e levou o jogo para desempate.

No game decisivo, o brasileiro anotou os dois primeiros pontos, vantagem necessária para fechar a partida. O início melhor de Calderano forçou Wu a solicitar um tempo técnico, insuficiente para impedir o brasileiro de abrir nove pontos de vantagem e selar o bicampeonato Pan-Americano,

.A Record TV é a emissora oficial dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Você pode acompanhar os eventos ao vivo no R7.com e conferir todas as transmissões e as íntegras no Playplus.com.

As caras e bocas do tênis de mesa no Pan